HISTORIAS DE SUCESSO

Saneamento, a solução de um problema em Mozambique, distrito de Matutuíne, comunidade de Macassane

  • PDF

 

O encontro teve lugar na zona sul de Mozambique, no Hispot de Maputaland com a participação de 30 pessoas, dos quais 20 Mulheres e 10 Homens teve como objectivo fazer a monitoria ambiental da zona com a comunidade de Macassane. Foi solicitado que indicassem os problemas principais, as causas, suas consequências e as soluções.

 

Constatou-se que a comunidade tem acesso ao rio Maputo e possui uma grande quantidade de arvores de frutos silvestres e árvores nativas como chanfuta e xilate. Estiveram presentes no encontro Foi estipulada uma lei de comunitaria de não abater este tipo de arvores, mas estão em risco porque com o corte de arvores excessivo para a produção de carvão, a comunidade tem estado a recorrer a estas arvores. A comunidade possui comité de Gestão dos recursos naturais mas não está activo.

 Outro problema levantado foi de saneamento pois as familias recorrem a floresta/bosque para fazerem as necessidades biológicas  poluindo as águas do rio Maputo provocando doenças hídricas pelo consumo de água, como diarrreias.  Apresentamos a monitoria ambiental realizada na comunidade:

 Tabela : Monitoria ambiental em Macassane

 

Problemas

Causas

Consequência

Soluções

Corte de arvores

 

Queimadas

Descontroladas

 

 

Conflito homem animal

 

Saneamento 

Produção de carvão

 

Abertura de caminhos, em alguns casos a não são conhecidos os motivos

 

Os animais invadem as Machambas

 

Poluiçào dos lençois freáticos e dos rios 

Desmatamento

 

 

 

 

 

 

Perda produção

 

 

Doenças hídricas

Existem normas de punição para corte e queimadas mas não são aplicadas. A comunidade tambem possui fiscais comunitarios mas que tambem não actuam por medo

Melhorar a vedação

 

 

Construção de latrinas nas escolas e comunidades

 

 

 

 

 

 

 

 

A comunidade de Macassane ficou sensibilizada pela explicaçao do animador usando a metodologia SANTOLIC. Esta organizou-se e realizou um plano de construção de latrinas priorizando a escola primária da Macassane. Estiveram presentes os pais e encarregados de educação, num total de 32 Mulheres e 12 Homens.

Construção de casas de banhos e latrinas- Saneamento do meio

O trabalho de construção de latrinas continuam pela comunidade...com grande participação dos membros.

Actualizado em Quarta, 06 Novembro 2013 11:28

JUNTOS PLANIFICANDO POR UM AMBIENTE MELHOR

  • PDF

JUNTOS PLANIFICANDO POR UM AMBIENTE MELHOR

POR: IVO MADEIRA

 

No distrito de Matutuíne, em particular a região abrangida pelo Hotspot Maputaland-Pondoland-Albany, a capacidade organizacional das comunidades e a coordenação institucional, são por detrás vistos como uns dos grandes problemas que afecta o estado da conservação da biodiversidade. No âmbito do projecto Conservação da Biodiversidade no Corredor Futi, a LUPA- Associação para o Desenvolvimento Comunitário organizou 4 seminários de formação/troca de experiências destinados aos líderes comunitários, técnicos dos diferentes serviços distritais (SDAE, SDPI, SDEJT), chefes das localidades, técnicos e fiscais da Reserva Especial de Maputo, professores e ONGs perfazendo um total de 92 participantes dos quais 59 eram mulheres.

Durante os seminários, os participantes identificaram as queimadas como o principal problema ambiental que tem comprometido a conservação dos recursos florestais e faunísticos, onde os mesmos, na voz dos líderes comunitários e professores confirmaram que estas queimadas são consequência da caça e da agricultura itinerante o que as vezes têm posto em causa a subsistência das comunidades. Foram também destacados outros problemas ambientais como o desflorestamento em algumas regiões, a caça furtiva e a gestão do lixo principalmente nos centros comerciais.

Como solução para estancar estes problemas, foi produzido juntamente com os diferentes intervenientes um plano de acção ambiental que visa actuar sobre os problemas ambientais. Este plano define soluções, responsabilidades, prazos e actividades a serem desenvolvidas pelos diferentes actores de intervenção: comunidades, SDAE, SDPI, SDEJT, Sociedade Civil, Polícia, Tribunais Comunitários, Reserva de Maputo e o Sector Privado.

 

     

Este plano será divulgado e utilizado como uma ferramenta de planificação para a ano de 2014 no âmbito da gestão e conservação dos recursos naturais pelos diferentes actores a nível do distrito de Matutuine. Foi também criado neste âmbito uma plataforma de coordenação a nível distrital dirigida pelo Administrador que envolve os diferentes actores de desenvolvimento e as comunidades.

No entanto, principalmente as comunidades mostraram uma enorme satisfação de poderem trocar experiencias vividas e partilharem os problemas que afectam a sua subsistência com diferentes actores do distrito. Mostraram também a vontade em contribuírem para a manutenção e restauração dos ecossistemas locais. Hoje, o comité de gestão dos recursos naturais da comunidade de Mussongué está operacional e desenvolve acções de fiscalização florestal, a comunidade de Tchia intensificou mais a actividade de apicultura em detrimento da caça e constituiu um clube ambiental na escola e finalmente a comunidade de Salamanga organizou uma campanha de recolha de lixo na zona comercial de Salamanga.

Actualizado em Terça, 05 Novembro 2013 22:57

Financiadores

left direction
right direction

Siga-nos

Inquerito

O que achou do novo Site






Resultados

Contacte-nos

  • Endereço: Rua Anguane, nº 175, Maputo - Moçambique
  • Tel: 21 487787 ou 21 487788
  • Cell: +258 82 3136460 ou +258 82 3233490
  • Fax: 21 487785
  • Email: info.Lupa@tvcabo.co.mz
You are here HISTORIAS DE SUCESSO